Formulação estratégica: um exercício de coerência e adequação


É pueril desejar uma estratégia “poderosa”, seria como acreditar que ainda existem cowboys que matam 50 indios com um revolver e 6 balas. E não existe nada mais demodé e inadequado que o uso da força ou cowboys matando índios!

Vejo frequentemente executivos clamando aos céus por uma estratégia poderosa, como se os céus não tivessem nada mais importante a fazer. Não existe estratégia poderosa, nem pagando dízimo (“é dando que se recebe”), não receberá ou deixará de recebe-la por mérito ou demérito.

O que existe é estratégia adequada e coerente, e ela virá de um árduo e enriquecedor exercício que tem como origem o estabelecimento sobre o posicionamento estratégico do negócio. Procurei colocar algumas luzes neste tópico na trilogia REVENDO A ESTRATÉGIA (quem envolver, mãos à obra, o papel do Tutor).

Assim como os teóricos da Qualidade, que nos anos 80 afirmavam que o nível de qualidade dos produtos e serviços deveria ser aquele que atende as expectativas do consumidor ou usuário, para estratégia também assim deve ser.

stock-photo-light-bulb-with-business-charts-116217553A que, e a quem, serviria uma estratégia que não fosse coerente com o posicionamento estratégico da empresa, que não estivesse alinhada às expectativas dos proprietários/acionistas/investidores e, ao mesmo tempo, que não fosse ao encontro das expectativas e necessidades dos acessos e do consumidor?

Como se não bastasse temos ainda que desenhar os diversos cenários, fazer nossas apostas em um deles e só então construir as táticas a serem adotadas. Temos que construir um fio condutor entre todos estes elementos. Mais uma vez: adequação e coerência.

Clareza no posicionamento estratégico, definição da estratégia, adequação e coerência é tudo o que se precisa para conquistar seus melhores e mais próximos aliados: sua equipe, back office e front office.

Restará então, no momento do estabelecimento das táticas, manter o foco no foco de seu Cliente: o Consumidor.

Clareza de idéias, visão de longo/médio/curto prazo, coerência, adequação, promover o desenvolvimento da cadeia de negócios (os canais de acesso aqui inclusos) são os fatores chaves de sucesso que levam a resultados duradouros. Isto é missão para os hábeis e astutos!

SUGESTÃO DE LEITURA: Planos de negócioFoco no foco do Cliente, mas quem cuida do canibal?

Valmir Mondejar   mais sobre…

Anúncios

Participe, queremos conhecer sua opinião......

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s