Pensar como estrategista, agir como um guerrilheiro !


Tudo leva a crer que não teremos outras grandes guerras com enormes deslocamentos de forças terrestres para ocupação. Tanto as grandes potencias como os grandes ditadores adotaram táticas de guerrilha em seus embates.

Ataques aéreos cirúrgicos, com vasta distribuição de imagens como forma de demonstração de poderio, sobre alvos estrategicamente bem definidos de modo a reduzir a capacidade de produção de armas de seus inimigos, o uso de hackers para esmiuçar e sabotar a distancia programas nucleares e o uso de mecanismos junto à comunidade internacional, para mobilizar este ou aquele grupo de interesses, mostram claramente que as guerras agora se desenvolvem sob táticas de guerrilha.

As guerrilhas, na origem, se caracterizavam por resistir a exércitos mais fortes usando como principal artifício a criatividade, a surpresa, independência, ocultação e o uso de armas improvisadas ou uso alternativo de armas convencionais. O exemplo mais marcante do século 20 foi a Guerra do Vietnã, onde uma grande potencia militar levou uma surra de um exército que lutou com inteligência: usou seu conhecimento sobre o campo de batalha.

stock-photo-light-bulb-with-business-charts-116217553Isso trazido para o universo do Marketing nos permite “combater” as grandes marcas e penetrar no ceticismo vigente em relação à propaganda e/ou superar o ruído de informações em que vivemos, com ações não convencionais e usando mídias alternativas.

A percepção da marca ou de um perfil é uma das ferramentas mais importantes que uma empresa pode ter ao seu dispor. Você pode ter os melhores produtos do mercado ou prestar o melhor serviço possível, mas você não vai conseguir nada se não tem perfil ou uma marca forte.

Algumas das empresas mais bem sucedidas do mundo como Google, Apple e Coca-Cola se fundamentam em torno de um “ser” imediatamente reconhecível. Todas as melhores marcas inspiram confiança em seus clientes, pois elas são instantaneamente associadas com a qualidade, e os consumidores sabem exatamente o que estão comprando.

Aqui estão algumas maneiras que, mesmo as empresas pequenas, podem criar uma marca sem gastar uma fortuna em publicidade.

Encontre um nicho

Se você estiver operando em um mercado competitivo pode ser uma decisão difícil de como se diferenciar dos competidores e obter o reconhecimento de sua marca. 

Enviar a mensagem certa

As pessoas muitas vezes compram os produtos pelo seu valor nominal, e a imagem é extremamente importante. 

Relacionamento

Apesar de um conceito muito antigo, uma das melhores maneiras de se fazer ser notado é acessar sua rede de relacionamentos. 

Provar sua qualidade

Pode parecer óbvio, mas para ser capaz de criar uma marca líder você tem que ter os produtos e serviços que sejam o melhor do mercado. Qualquer que seja o seu setor de atuação que você esteja operando, dê uma olhada no que os seus concorrentes estão fazendo e, em seguida, faça de tudo para prestar um serviço melhor do que eles.

Usar a Internet

O advento da Internet tem sido uma das maiores mudanças do jogo, que o mundo dos negócios tem visto após a Revolução Industrial. As oportunidades oferecidas pela Internet são infinitas, a partir de mídias sociais, para blogs, para ferramentas de busca e uma das melhores coisas da Internet é que é virtualmente livre e você pode comercializar diretamente para sua clientela.

SUGESTÃO DE LEITURA: Estudos de mercado

Valmir Mondejar      mais sobre….  

Anúncios

Participe, queremos conhecer sua opinião......

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s