Inovação é também diversificar o uso


No artigo O CORE DA INOVAÇÃO defendi a existência de 2 formas para inovar. Dentre elas destaco a DIVERSIFICAÇÃO.

Nesta modalidade o inovador questiona se é possível fazer o objeto em questão mais adaptado ao uso, potencializando sua performance, incorporando novas funcionalidades.

Um exemplo próximo a todos nós, o Celular.  No inicio era o telefone fixo, que se adaptou ao uso dando mobilidade com os fones sem fio e finalmente chegamos ao celular que hoje conhecemos.

É um exemplo clássico de adaptação a novos hábitos, as pessoas desejavam se comunicar em qualquer lugar em seu próprio dispositivo. Neste caso o core da inovação, a comunicação instantânea à distancia, ficou intocado.

Mas a diversificação não parou por aí e novas funções foram incorporadas: as mensagens de texto, o acesso à internet, edição de textos e imagens.

Com este exemplo procuro demonstrar que não é menor a inovação pela diversificação, onde o mérito do Inovador foi responder aos anseios latentes do mercado.

Foi tão inventivo quem desenvolveu o conceito da eletricidade, o sistema de captação de energia solar e a galinha, quanto quem colocou o ovo em pé e diversificou um hábito.

E pensando em um comentário do Rodrigo Giaffredo, sim “a simplicidade é a complexidade resolvida” (C. Brancusi).

Valmir Mondejar, 15/12/2017

Anúncios

Participe, queremos conhecer sua opinião......

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s