Vendas de materiais de construção podem recuar 4% este ano


Depois de atingir, em setembro, crescimento de vendas em nível abaixo dos dois meses anteriores, a indústria de materiais de construção voltou a revisar a meta de fechamento do ano, projetando queda de 4% sobre 2013.

No mês de agosto, o setor havia alterado a projeção de crescer 2% para 0,5%.

Os negócios em setembro superaram em 5,2% os registrados em agosto, já descontada a inflação.

No entanto, este percentual foi menor do que os 7,1% apresentados em julho e agosto.

Na comparação anual, setembro foi o sétimo mês seguido de redução no faturamento com queda de 5,7% sobre o mesmo mês do ano passado.

Em agosto, o recuo havia atingido 12,4%. No acumulado do ano, o setor vendeu 6,5% menos do que no período de janeiro a setembro de 2013.

Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). O presidente da entidade, Walter Cover, disse que “o crescimento sobre agosto não foi suficiente para recuperar a forte queda das vendas do primeiro semestre. Com apenas um trimestre pela frente, teremos em 2014 uma redução no faturamento real da indústria, quando comparado a 2013. O mercado foi duramente afetado pelo pessimismo em relação à economia, reforçado pela perda de dias úteis em [razão] da Copa e feriados, bem como pelo aumento nas importações.”

O balanço da Abramat mostra ainda que aumentou a contratação de empregados em 2,7% sobre setembro do ano passado. Já na comparação com agosto último foi mantida a estabilidade no nível de emprego.

Sugestao de leitura: Trade Marketing Review ERC

fonte: Exame.com

Anúncios